Urandir | Web Brasil

Urandir apresenta galeria de fotos da pesquisa em Pamukkale na Turquia 2013. Urandir liderou a 7a Expedição Zigurats. Em Pamukkale se encontram as ruínas da cidade grega de Hierápolis e as belezas do famoso Castelo de Algodão. Urandir coletou diversas informações no local, em especial no que restou de Hierápolis. Cruzando essas informações com as já coletadas em outros locais do planeta, Urandir afirma que já tem dados suficientes para mudar as idéias da origem das civilizações.

Confira abaixo as fotos dessa pesquisa.

Urandir-2013Urandir-CastelodeAlgodao Urandir-formacao em PamukkaleUrandir-HieropolisUrandir-Muro em  HierapolisUrandir-Pamukkale 2013Urandir-ruinas de HierapolisUrandir-Turquia

Originally posted 2013-11-14 05:35:23. Republished by Blog Post Promoter

Bilu no CQC

setembro 16th, 2014

Bilu reaparece e arrasa no CQC. A matéria de Danilo Gentili foi fiel ao que ocorreu na fazenda durante a estadia da equipe. Bilu desapareceu no solo, flutuou, ficou translúcido e muito nítido no final da reportagem, mas não saiu da moita e Danilo não passou no teste para entregar a concha para ele. Quem passar no teste da concha irá apresentar as 49 raças para o mundo. Então o desafio continua: quem irá tirar Bilu de trás da moita para entregar a concha. Além do programa oficial do CQC desta segunda-feira, dia 8 de novembro, nós vamos mostrar os bastidores da reportagem e as cenas que não foram ao ar que, por sinal, são excelentes.

Originally posted 2011-02-25 01:41:04. Republished by Blog Post Promoter

Fale com Urandir

setembro 14th, 2014

Para mais informações entre em contato
         Fone núcleo Projeto Portal SP (11) 3459-9945

Email falecomigo@urandir.com.br

Originally posted 2009-07-02 03:07:00. Republished by Blog Post Promoter

Já saiu o Jornal do Bilu nº2

setembro 12th, 2014

Para os terráqueos sedentos de conhecimento que procuram seguir as orientações do Bilu está aqui o Jornal do BILU nº 2. Baixe já pois é GRÁTIS !

Originally posted 2011-09-19 23:28:00. Republished by Blog Post Promoter

Durante a segunda expedição à Amazônia o Projeto Portal recebeu apoio do Exército Brasileiro. Firmou-se então uma parceria nas pesquisas realizadas na floresta Amazônica. Na selva foram encontradas evidências de remotas civilizações rupestres e antigíssimas marcas circulares atribuidas a pouso de objetos voadores na antiguidade. Urandir Fernandes de Oliveira participou comandando a equipe Zigurats do Projeto Portal.

Originally posted 2009-07-05 17:03:00. Republished by Blog Post Promoter

Paranormal e Ufólogo, foi contatado pela primeira vez aos treze anos de idade, quando, conscientemente, foi sugado de seu quarto e levado para uma nave através de um feixe de luz violeta.
A partir desse acontecimento, constantemente foi visitado por luzes que se comunicavam mentalmente e sua paranormalidade foi evoluindo gradativamente.
Os seres extraterrestres continuaram suas visitas, sempre lembrando de seu compromisso, que finalmente foi aceito aos vinte e nove anos.

“Vou relatar o que aconteceu comigo, porque pode ser sua história – ou parte dela – com que alguns de vocês podem se identificar, ou para que entendam como cheguei até aqui, o porquê de tudo. No começo eram vozes. Eu as ouvia, sem saber de onde vinham. Isso começou aos nove anos de idade. Sentia também a presença de alguém junto a mim, escutava me chamarem, mas não identificava quem. Às vezes via alguns vultos.

Com o passar do tempo, fui percebendo que, dependendo do meu estado emocional, ao chegar próximo de um eletrodoméstico, acontecia uma certa interferência, por exemplo, na sintonia do rádio ou da televisão.

Outra coisa era o pensamento. Tudo o que eu pensasse ou desejasse intensivamente, acabava acontecendo. Mas para mim, tudo isso era normal, não me incomodava.

E havia também os talheres que estavam tortos quando ia comer, mas eu acreditava, naquela época, que minha mãe os entortava ao lavar. Até que um dia, eu estava meio nervoso, e o garfo entortou tão rapidamente que feriu meus lábios. Irritado joguei-o no chão, mas ele continuou a entortar. Peguei-o e ele se quebrou na minha mão. E foi assim que eu percebi que o problema era comigo, pois não acontecia com meus irmãos.

Nesta mesma noite, apareceu na televisão o paranormal Uri Gueler, entortando e quebrando objetos com a força do pensamento. Associei os fatos e entendi que, através do pensamento positivo, poderia manipular a matéria e interagir com o pensamento de outras pessoas e que isso não era uma coisa corriqueira.

Meu primeiro contato com seres extraterrestres foi aos treze anos. Até essa idade nunca tinha visto nada diferente no céu. Eu estava numa praça e vi uma luz imensa que piscava e mudava de cor, emitia um som como um zumbido forte e fazia evoluções circulares. De repente, sumiu.

Fui para casa e, quando estava deitado, vi uma luz violeta no quarto que me sugou e me levou para dentro de uma nave, através do teto (nessa época, eu nem sabia o que era uma nave).

Dentro da nave, dois homens mexeram no meu pescoço, deixando uma cicatriz. E uma mulher fazia gestos com as mãos iluminadas, como se estivesse se energizando e a mim também. Disse-me que me visitariam outras vezes e me trariam tarefas, as quais eu deveria cumprir. Fui levado de volta ao meu quarto da mesma forma que sai.

Até hoje tenho essa cicatriz no pescoço, provocada por um implante, constatado por radiografias. Mais tarde os seres me explicaram que isso era para me auxiliar na ativação da energia.

Depois desse acontecimento, fui constantemente visitado por luzes que se manifestavam mentalmente e minha paranormalidade foi evoluindo cada vez mais.

Eu tive problemas em relação às pessoas à minha volta durante minha infância e adolescência, porque eu era “diferente”. Era isolado pelos outros, discriminado, tachado de bruxo, louco, feiticeiro, mentiroso.

A partir dos dezoito anos comecei a fazer espetáculos de paranormalidade para as pessoas, mas os seres em forma de luz me diziam que essa energia não deveria ser usada para exibicionismo e que eu deveria descobrir qual o seu propósito.

Aos vinte e três anos, outra “casualidade”, outra descoberta. Encontrei numa rua duas pessoas que tinham sido atropeladas e estavam com fraturas. Senti um ímpeto de tocá-las e assim o fiz, as dores foram diminuindo até que cessaram completamente. Neste dia entendi que poderia e deveria usar minha energia em prol dos outros.

Depois disso recebi orientações dos seres sobre técnicas de como utilizar essa energia para, auto-ajuda, estabilização do campo vibracional das pessoas, assim como emitir luzes das mãos, do corpo, dos chakras e como acessar outras dimensões.

Aprendi que essa fluorescência em meu corpo poderia ser ativada através de estímulos emocionais e sexuais (kundalini) que aceleram minhas freqüências cerebrais, transmutando minha energia. Inclusive essa luminosidade das minhas mãos já foi testada por cientistas, que não conseguiram provar que fosse causada por algum produto químico. Aliás, nas reuniões de energizações, as pessoas que tem energias compatíveis também conseguem se iluminar, sem que eu precise tocá-las.

E eu continuei recebendo visitas dos seres que me lembravam continuamente que eu tinha uma missão a cumprir, o que só aceitei aos vinte e nove anos. Eu hesitava porque entendia que era uma responsabilidade muito grande.

E ficou estabelecido que sempre que fosse necessário provar para uma ou mais pessoas a existência dos seres, que eles se manifestariam de alguma forma, para dar respaldo ao meu trabalho. E isso vem ocorrendo regularmente.”

Tudo o que aconteceu com Urandir, também acontece com muitas pessoas: fenômenos paranormais, energias intensificadas, percepções extrasensoriais, fenômenos naturais, que se manifestam em nossa vida e não damos importância, não paramos para pensar neles.

A Paranormalidade é uma capacidade que todos temos: de ativar nossa energia vibracional, através de estímulos vários, numa fusão que altera a nossa freqüência cerebral.

Originally posted 2009-05-05 15:06:00. Republished by Blog Post Promoter

O Projeto Portal é uma associação desenhada para construir uma nova forma de pensamento mundial, atuando em diversas áreas do conhecimento, como astro-física, engenharia, psicologia, administração, ufologia, antropologia, tecnologia e física.
• A associação Projeto Portal possui 11 anos de atuação no país e contou com a participação de mais de 370 mil pessoas em sua sede, no Mato Grosso do Sul
• Possui núcleos de atendimento aos participantes em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Brasília, Florianópolis
• A associação promove palestras em todo o país, reunindo cerca de 200 pessoas por evento
• É responsável pela publicação da Revista Explosiva, já distribuída no Território Nacional

O Projeto Portal realiza pesquisas, atuando, muito além dos contatos e avistamentos com ovnis frequêntes na região de sua sede em Corguinho, como em avançadas pesquisas amparado por instituições e autoridades militares brasileiras, aeronáutica, defesa civil, corpo de bombeiros, centro de pesquisas, universidades, entre outros.

Recentemente os pesquisadores do Projeto Portal tem investigado as ocorrências dos crop círculos, principalmente nas lavouras da região sul do país. Para auxiliar nas pesquisas contam com informações  coletadas nos locais,  fotos e medições com detectores diversos, dados do controle de tráfego aéreo, o Cindacta e do comando aeroespacial brasileiro, o comdabra, entre outros.
Isso é uma conquista que mostra que mesmo com muitas adversidades pode-se realizar uma investigação séria, cujo resultado vem a contribuir, não somente como simples notícias, mas sim com comprovação e informações que explicam fenômenos para o público em geral. Dessa forma, esses fenômenos não serão mais somente usados de forma sensacionalista pela mídia com intuito de tirar proveito de uma situação ou de um evento para um simples comentário em um noticiário, mas sim trazendo à luz uma nova visão da realidade.

Publicado no site http://www.urandir.com.br/ProjetoPortal.html

Originally posted 2009-07-05 17:13:00. Republished by Blog Post Promoter

Muitos acreditam que o Projeto Portal é uma seita, uma igreja ou apenas um mundo de fantasia onde os avistamentos de discos voadores e contato com seres extraterrestres e interdimensionais não passam de fraudes, faróis de milha ou invenção da mente dos seguidores.

 A verdade é que na região de Corguinho no Mato Grosso do Sul ocorrem intensos fenômenos ufológicos. Nessa região se localiza a fazenda Projeto Portal, cujo líder é Urandir Fernandes de Oliveira conhecido como UFO. Urandir é conhecido por sua paranormalidade  e seus contatos com extraterrestres.

Originally posted 2009-05-27 02:00:00. Republished by Blog Post Promoter

No dia 20 de abril de 2012, O Presidente da Associação Projeto Portal,  Urandir Fernandes de Oliveira foi convidado especial em uma entrevista no programa “Espacio em Blanco” na Radio Nacional da Espanha, pertencente a  maior rede de rádio e TVs Espanhola,  RTVE  , muito assistida em todo o mundo, inclusive no Brasil.
O programa Espacio em Blanco é transmitido ao vivo direto de Madri todas as sextas-feiras durante a madrugada, apresentado por Miguel Blanco, uma lenda viva no mundo dos mistérios. Esse é  o maior programa de mistérios da Espanha, que está no ar a  17 anos, transmitindo temas polêmicos e únicos, abrindo as portas para fatos ainda não conhecidos.
Muitos especialistas como Daniel Brinkley, Raymundo Moody e  Marilyn Roosner foram entrevistados por Blanco, que é o apresentador e também diretor do programa Espacio en Blanco, sendo que ele já visitou mais de 140 países em todo o  planeta,  buscando sempre respostas para  enigmas e mistérios de outros mundos.

 

Originally posted 2012-04-22 23:16:58. Republished by Blog Post Promoter

A 5ª Expedição Brasil – Equipe Zigurats do Projeto Portal realizou pesquisa sobre as culturas dos países andinos durante nove dias no Peru e Bolívia, no período de 20 a 28 de setembro de 2011, com muito sucesso e atingindo seu objetivo, que foi traçar um paralelo entre essas civilizações em relação ao início da presença do homem na Terra e a interferência de outas inteligências neste processo.

O estudo sobre o legado da legendária figura andina de Viracocha e seus auxiliares revelou surpresas no que se refere a referências sobre a participação de inteligências com conhecimentos superiores ao humano nas culturas pré-incas e incas, bem como indicou a participação de mulheres com conhecimento superior nestas mesmas civilizações, mostrando inclusive a existência de matriarcados.
Além disso, os pesquisadores puderam conferir o uso de tecnologias antissísmicas nas ruínas dos  prédios de diferentes tipos de arquitetura nos sítios arqueológicos visitados, tanto nas culturas pré-incas como na dos incas, bem como formas de governo, ensino, agricultura com o cultivo e armazenamento de alimentos em terraços escalonados (se olhar pela vertical toma a forma de zigurats) nas montanhas, o que propiciava o equilíbrio do micro clima, saúde, etc. Outro fato marcante foi o mistério do transporte e o corte preciso nas enormes pedras colocadas em caminhos estreitos de montanhas altíssimas.
Embora não ocorra uma chuva tropical há cem anos em algumas regiões do Peru, ocasionando desertos em várias áreas do país e desde 1970 não caia nenhuma chuva na região metropolitana de Lima, a questão da falta da água é solucionada através do degelo das montanhas dos Andes e também por meio de poços artesianos. Atualmente, em algumas vilas na periferia da capital peruana, o abastecimento é feito por caminhões pipa. Nas comunidades pré-incas e incas como em muitos templos e edificações foram utilizados dutos de água para o abastecimento e irrigação da agricultura, que permitia também o armazenamento da água da chuva.
TIAHUANACO
A Equipe Zigurats desembarcou em Lima, seguindo imediatamente para o município de Juliaca, deslocando-se para Puno, distanciando-se 1h20min da fronteira com a Bolívia. Tiahuanaco é um complexo arquitetônico localizado no planalto central boliviano a sudeste do lago Titicaca, que faz limite com a Bolívia e o Peru, por intermédio do município boliviano Desaguadero, composto por sete ruínas: Kalasasaya, significando “lugar das pedras em pé”, Templo semisubterrâneo, Pirâmide de Akapana, Portada do Sol e Puma Punku. Conforme a lenda, tudo o que se vê ali apareceu repentinamente com as enormes pedras “levantadas misteriosamente do chão pelo ar ao som de trombetas”. Ali, furos nas pedras ampliavam a voz pela ressonância, comprovando a utilização da vibração sonora, conforme os pesquisadores da Equipe Zigurats puderam constatar.ILHAS FLUTUANTES DE UROS
Localizadas no lado Titicaca, que possui 8.560 km² com 222 km de extensão e 165 km de largura e 65 km de comprimento, alimentado pelas águas de degelo das geleiras que rodeiam o altiplano andino,  ele fica 60%  no lado peruano e 40% no boliviano. O lago deveria se chamar TITIHALA, que quer dizer puma de pedra, por possuir a forma de um puma, mas o termo foi traduzido para o castelhano como Titicaca, depósito de ”excrementos” vindos do espaço.  O lago navegável mais alto do mundo tem de 140 a 300 metros de profundidade e em suas águas profundas existem partes lisas e depressões. Explorado pelo oceanógrafo francês Jean Jacques Cousteau (11/6/1910-25/6/1997), que produziu 150 filmes e perto de 60 livros, ele descobriu rã de 1,70 metros que se atravessou nas hélices de seu barco. Cousteau vislumbrou luminosidade forte vinda da profundeza do lago, mas nunca conseguiu descobrir do que se tratava nem de onde vinha.
A população das ilhas flutuantes pertence à etnia dos collas mesclados com yamaras e quéchuas. Conforme estudiosos, têm a ver com a civilização da Lemúria, possuindo uma pele moreno-avermelhada devido à influência do elevado número de glóbulos vermelhos no sangue, que os diferencia de todas as demais raças humanas. 
O lado Titicaca é o local de nascimento dos filhos do Sol ligados ao governante inca Manco Capac. As 50 ilhas flutuantes se baseiam em uma planta chamada “totora” parecida com o junco, cuja raiz tem até três metros de comprimento dentro da água. A despedida dessas pessoas foi emocionante, com as mulheres cantando a seguinte canção: “Não me importa de onde venhas. Não me importa a raça. Não me importa a cor de tua pele. Se tu vens como amigo, amigos seremos.”
CUSCO
A lenda diz que a cidade foi fundada por Manco Capac e Mama Occlo, dois filhos do Sol vindos de Tiahuanaco, próximo ao lago Titicaca. Cusco foi o centro do império Inca, significando “umbigo do mundo”. A civilização foi dizimada com a chegada dos espanhóis, liderados por Francisco Pizarro e seus irmãos.
SACSAYHUAMÁN
Em Cusco o parque ecológico de Sacsayhuamán, que contém uma pedra de 11 ângulos com peso estimado de cerca de 200 veículos grandes, sendo que suas pedras parecem ter sido derretidas, talvez pelo uso de energia térmica. Todas as pedras estão encaixadas em perfeita simetria, semelhante a Stonehenge, na Inglaterra. Nele ocorre a Festa do Sol, celebrada todos os anos em 24 de junho. Suas pedras estão dispostas em zigue-zague, dando a impressão de um templo militar ou de realização de cerimonias oficiais. O nome significa zigue zague (SAQSAY) e cabeça (UMAN), tendo a presença da cultura PARACAS, especializada em medicina, destacando-se a trepanação de crânios utilizando placas de ouro para curar as pessoas já naquela época.
 
TEMPLO DE VIRACOCHA
Conhecido também como tempo de RAQCHI, nome dado por Viracocha aos índios incas, era todo coberto de ouro, tinha uma parte destinado às mulheres sacerdotisas  e uma perfeita sincronização da vibração sonora que dura até hoje e quando se emite um som, o mesmo se expande e vibra ao longo do estreito caminho inca que corta o templo. Destaque para a agricultura ao lado da edificação que produzia sua própria alimentação.
TEMPLO QORICANCHA
Nele estão os mundos dos vivos e dos mortos, cujo nome significa centro espiritual do mundo. O templo era todo rodeado de ouro, possuindo diferentes arquiteturas: inca, colonial e mourisca (árabe e palestina). Na época inca, no Jardim Dourado do Templo do Sul os produtos agrícolas eram colocados em vasilhas de ouro. Nele também havia o efeito da vibração sonora que somado a água que passava por três canais ressoava pelo local.
Ele possuía um grande disco solar com 3,25 metros em ouro que está desaparecido até hoje.  Os incas consideravam o ouro o metal dos deuses, porém os espanhóis atribuíam a ele somente o valor material. Além do ouro, o templo possuía a representação das estrelas e constelações em pedras preciosas e sua construção era antissísmica, aproveitada posteriormente pelos espanhóis para construir a Igreja de Santo Domingo no centro de Cusco.
TAMBOMACHAY
Construído a 3.765 metros do nível do mar, mostra um enigma: ninguém sabe de onde vem a água que nunca seca, talvez de três lagoas localizadas nas montanhas que o rodeiam ou do degelo. O acesso a água foi um dos pontos importantes na construção dos templos e prédios incas. Neste local, como em muitos outros, os mortos da elite eram mumificados e colocados em posição fetal em nichos encravados nas montanhas, juntamente com ídolos de ouro até serem enterrados.
QENQO
O nome significa labirinto no idioma quéchua, possuindo o altar dos três mundos: dos deuses (condor), dos vivos (puma) e dos mortos (serpente), semelhante à trilogia das Linhas da Vida.  No altar superior eram queimados  produtos agrícolas que faziam fumaça e que, segundo os incas, conectava com os deuses. O labirinto significa que os mortos tinham que passar pela escuridão, cumprindo-se assim o ciclo da vida. O altar que recebia a luz da Lua era decorado com lâminas de ouro e prata.
QOLLCAS
No rio Urubamba, visitamos o legado da civilização dos Qollcas para conferir a armazenagem de grãos agrícolas.
MACHU PICHU
A cidade suspensa, conforme as evidências foi abandonada por seus habitantes, talvez fugindo de algum problema climático ou dos espanhóis, sendo que se deslocaram em direção à selva amazônica. Em torno de Machu Pichu há uma série de cidadelas que também foram abandonadas de forma semelhante. A cidade contava com dois setores que a dividiam: o agrícola e o urbano, sendo que o primeiro era formado por terraços localizados no lado sul do complexo. O setor agrícola se separava do urbano por um muro, o qual terminava em uma entrada vigiada que controlava seu acesso. O Templo do Sol é uma das construções com acabamento mais fino e por sua similaridade com o templo de Qoricancha em Cusco  era dedicado ao culto da divindade máxima inca. Este templo possui três janelas que permite a passagem exata dos raios solares durante os solstícios de verão (21 de dezembro) e de inverno (21 de junho), sendo que a terceira mostra perfurações ao redor do marco, chamado de Janela das Serpentes. Também há o templo do Condor, considerado uma ave sagrada pelos incas.
VALE SAGRADO
No Vale Sagrado, os remanescentes da civilização chinchero ainda conservam a arte da tecelagem e tintura de tecidos, um sistema de trabalho transmitido pelos antepassados. Eles mostraram um sabão feito a partir da planta SAKTA, semelhante à mandioca, que após descascada em um ralador diretamente na água e posteriormente agitada com as mãos forma uma espuma, limpando rapidamente a lã suja de carneiro. Depois de lavada, fazem o fio, tingem e finalizam as peças para serem vendidas. Eles possuem 54 desenhos diferentes gravados somente na mente.
Ollantaytambo quer dizer lugar de descanso, situando-se ao note de Cusco, no outro extremo do Vale Sagrado, próximo a Machu Pichu. Era uma fortaleza com um povoado, com templos para a religião e terraços para plantar  e armazenar os grãos encarapitados nas montanhas. No topo de uma imensa montanha havia seis pedras enormes em forma piramidal contando também com um disco solar de ouro no Templo do Sol que mostrava os solstícios e um observatório astronômico.  Todo o conjunto foi construído com proteção de terremotos.
Mais uma vez o templo foi parcialmente destruído pelo homem, neste caso os colonizadores espanhóis, para permitir a utilização das pedras nas obras  da Igreja, que construiu seus prédios dessa maneira. Também edificado em uma montanha, todo o complexo  pode ser classificado em três partes: militar, religiosa e habitacional. As construções de uso militar  se encontram sobre a segunda parte a montanha, em um local estratégico que permitia uma visão total do vale. Os muros são grossos e inclinados na parte interna (tecnologia antissísmica) e o fato de estarem sobre uma rocha de mais de 200 metros de comprimento proporcionam um aspecto invencível. O santuário localiza-se na primeira elevação da montanha e possui sete habitações de pedra bem polida. No centro está o INTIHUATANA, o templo do Sol. Nele há a habitação das  mulheres sacerdotisas e seu templo da Lua.
CARAL
A cidade mais antiga da América, datada de cinco mil anos A.C. possui 66 hectares abrigando nove pirâmides em semi-círculo. Gravado em uma pedra o símbolo circular das amazonas, mostrando indícios de uma sociedade matriarcal, possuindo cinco templos cerimoniais e com o enigma de não haver um cemitério.

A cidade de Caral também foi abandonada repentinamente.
Embora muito antiga, a cidade m

ostra característica de vida urbana e também desenhos com rostos orientais. A cidade foi construída em um deserto, porém a poucos metros há um vale verdejante intitulado Vale Supe, banhado pelo rio do mesmo nome.

SANTUÁRIO PACHAMACAC
As edificações são pré-incas no deserto, feitas com tijolos na vertical tipo biblioteca, outra técnica antissísmica, contendo também canais de água abaixo da areia. Ele foi construído mil anos antes dos incas, com tecnologia adobe (tijolo feito de terra seca ao Sol). O local tinha dois caminhos que se cruzavam, um na direção Norte-Sul e outro na Leste-Oeste. Consta que Pachamacac recebeu neste local a visita de Fernando Pizarro, irmão do colonizador espanhol Francisco. Havia um templo destinado às virgens escolhidas que eram sacrificadas para agradar aos deuses, porém isso ocorreu durante a ocupação espanhola, em 1532 D.C.Neste local, entravam somente mulheres (ali se iniciou a ação da Inquisição da Igreja Católica, caçando as pessoas que detinham o conhecimento). Também aqui o complexo tinha três funções: militar, astronômico e religioso/cerimonial.Todas as culturas pré-incas eram matriarcas, sendo que os incas eram patriarcais.
CATACUMBAS
Visitamos também as catacumbas da Igreja de São Francisco, no centro de Lima que abriga 32 igrejas católicas todas elas com essa característica, porém somente a de São Francisco permite a visitação, sendo que todas as catacumbas estão conectadas entre si através de caminhos secretos. Elas foram construídas nos séculos XVI, XVII e XVIII, contendo  25 mil ossadas, sendo que a maior parte das tumbas eram coletivas. Eles utilizavam cal viva sobre os cadáveres para limpar e higienizar, evitando assim odor e epidemias. As catacumbas eram ligadas à sede do palácio de governo e de justiça e também tinham interligação entre os conventos femininos e masculinos.
Nas catacumbas também pudemos constatar a forma abobadada de construções nos subsolos, semelhante o que estamos construindo nas galerias do Projeto Portal e às casas com tetos do mesmo formato em abóboda.  Nelas existem  poços com dez metros de profundidade e cinco de diâmetro que serviam para anular as vibrações sísmicas. Nos anos 40 ocorreu o pior dos terremotos da história dos Andes e estas estruturas mão sofreram nenhum abalo, enquanto as que não tinham a mesma tecnologia foram abaixo.
Geografia
Vale ressaltar que geograficamente o Sul do Peru fica na mesma longitude do Estado da Bahia, porém com clima totalmente diferenciado. Enquanto na Bahia e no Brasil o clima é tropical, no Peru é frio devido ao oceano Pacífico, cuja corrente marinha é gelada e a temperatura de suas águas não passa de 19º no inverno.
Além da expedição ao Peru e Bolívia, a Expedição Brasil – Equipe Zigurats esteve em 2010 na França (outubro) e no México (janeiro) e em 2004 e 2005 na região Amazônica

Originally posted 2012-02-23 02:48:52. Republished by Blog Post Promoter

Paranormal e contatado Urandir Fernandes de Oliveira, fundador do Projeto portal, uma associação composta por milhares de membros que buscam a evolução mental e efetuam pesquisas em diversas áreas do conhecimento como geologia, biologia, geografia, paleontologia, história, tecnologia, física, química entre outros. Os pesquisadores do Projeto Portal buscam também explicar fenômenos desconhecidos muitas vezes atribuidos à ufologia.

Fonte: http://www.paranormalurandir.com.br/

Originally posted 2009-05-27 02:04:00. Republished by Blog Post Promoter

Calendário

setembro 2014
S T Q Q S S D
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Categorias

Artigos Recentes

Referencias

RSS Noticias Radio Portal FM

  • Previsão do Tempo para as atividades do Projeto Portal
    A Radio Portal FM começa a transmitir de hora em hora boletins com a previsão do tempo exclusiva para as atividades da Associação Projeto portal em sua sede em Corguinho no Mato Grosso do Sul. Fique ligado, planeje sua bagagem e não tenha imprevistos em sua viagem.Radio Portal FM pensando em você ! […]
  • Junho é mês de homenagear Raul Seixas na Portal FM
    Em junho a rádio Portal FM faz uma homenagem ao mês do aniversário do grande ícone do cenário musical e nosso eterno "Maluco Beleza": Raul Seixas. Raul Santos Seixas nasceu em Salvador no dia 28 de junho de 1945. E faleceu em São Paulo no dia 21 de agosto de 1989.Raul Seixas foi um grande cantor e compositor brasileiro, sendo considerado um dos pio […]
Web Design Bournemouth Created by High Impact.
Copyright © Urandir | Web Brasil. All rights reserved.